Malta

PESQUISE

a sua viagem

Guia de Viagem


Malta, O Coração do Medirerrâneo



Malta, ancorada no coração do Mediterrâneo, é um arquipélago onde o mar, a História, os homens e as pedras se entrelaçam em memórias, histórias e lendas milenares. Antigo refúgio dos Cavaleiros da Ordem de Malta, este pequeno paraíso no Mediterrâneo é um espaço de convergência de várias civilizações. O seu nome deve-se a uma importante civilização pré-histórica que habitou o local cerca de 5200 a.C., e baptizou a ilha principal com o nome de Malat, que significa “porto seguro”. Por Malta passaram ainda vários povos do Mediterrâneo: fenícios, cartagineses, romanos, bizantinos, normandos, aragoneses, os Cavaleiros de São João, franceses e, mais recentemente, os britânicos. Todos deixaram a sua herança, fazendo destas ilhas um lugar de grande colorido multicultural.


Informações de interesse: Malta



  • Capital: Valeta
  • Língua: Maltês e inglês
  • Religiao: Maioria Católica Romana
  • Habitantes: Aproximadamente 413.000 habitantes (dados de 2010)
  • Superfície: 316 km²
  • Diferença horária: +2 horas no horário de Verão; +1 horas no horário de Inverno
  • Clima: O clima de Malta é mediterrânico, temperado, com temperaturas amenas durante todo o ano, com média de 23 graus no verão e 13 graus no inverno, com pouca diferença entre o outono e o inverno e na primavera e no verão, pode-se dizer que Malta tem duas estações, uma chuvosa e pouco fria, entre Outubro e Março, e outra quente entre Abril e Setembro.
  • Passaporte/Cartão cidadão: O Cartão de Cidadão ou Passaporte servem como documentos válidos de viagem para cidadãos nacionais
  • Vacinas obrigatórias: Nenhuma
  • Moeda: Euro (EUR)
  • Saúde: O sistema de saúde obedece aos padrões europeus. Recomenda-se no entanto o consumo de água engarrafada ou fervida e evitar gelo em bebidas
  • Recomendação da Secretaria de Estado das Comunidades: Não existe representação diplomática em Malta sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Roma.

Viagens de Menores

Os menores (cidadãos portugueses), quando acompanhados pelos pais têm que cumprir as mesmas formalidades que os adultos. Quando viajam com adultos que não detenham o poder paternal, só poderão sair do território nacional com uma autorização escrita, datada e assinada por quem exerça o poder paternal e reconhecida pelo notário. Em caso de dúvidas e/ou para mais esclarecimentos deverá contactar o Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (www.sef.pt ou através do tel: 808 202 653).